Back to Top icon+icon-facebookicon-fichaicon-fullscreenicon-kukagameslogo-safer icon-mobileicon-nucleoicon-printicon-seta-nexticon-seta-previcon-vire

Ficha para o professor

Par ou ímpar

Par ou ímpar

Venha para a praia brincar com os macaquinhos! Eles querem saber a diferença entre os números pares e ímpares.

A diversão é garantida e quem aceitar o desafio, vai poder surfar e se refrescar com uma deliciosa água de coco.

Nível de Ensino

Ensino Fundamental I

Componente curricular

Matemática

Tema

Números e Operações

Série

1º Ano - 2º Ano - 3º Ano

Idade

06 a 09 anos

Objetivos para o aluno

  • Estimular o raciocínio lógico matemático;
  • Ampliar a compreensão do sistema de numeração decimal por meio do estudo de uma característica de seus elementos: par ou ímpar;
  • Identificar e escrever a sequência dos números pares e ímpares;
  • Fixar a aprendizagem e sistematizar os conceitos de par e ímpar;
  • Sistematizar o conceito de par e ímpar;
  • Resolver situações problema com a temática proposta;

Objetivos para o professor

  • Trabalhar com o conceito de números pares e ímpares;
  • Oferecer situações em que os alunos possam analisar, identificar e diferenciar números pares e número ímpares;
  • Estimular o gosto pela Matemática, através de atividades lúdicas e prazerosas;
  • Reforçar conteúdo trabalhado em sala de aula;
  • Estimular a troca de conhecimentos, a socialização e a interação entre os alunos;

Sugestão de abordagem para o professor

Para a realização desta aula é necessário que o aluno seja capaz de expor oralmente suas ideias e se relacionar com os colegas. Além disto, é preciso que reconheça o sistema de numeração decimal.

Ao conduzir o processo de aprendizagem, propicie atividades que permitam à criança perceber que, ao dividir um número natural por dois (2) e a divisão for exata, o número é par; e quando sobrar resto, o número é ímpar.

(Sugestão 1) Separe a turma em duplas para as jogadas. Cada dupla deverá levar uma folha, lápis e borracha. Na 1ª rodada, um integrante da dupla deverá marcar os números que se pede. Enquanto isso, o outro integrante deverá anotar os números que o colega marcou na jogada. Enquanto fazem isso, deverão trocar ideias a respeito dos números.

Somente depois de copiarem os números é que deverão clicar no ícone “verificar”, pois os números desaparecerão logo em seguida, dando início a outra rodada.

As funções dos integrantes da dupla serão trocadas a cada jogada.

Ao final, uma brincadeira do macaco surfista será proposta. Nesta etapa também deverá haver um revezamento, pois somente um jogador participa. É importante deixar claro aos alunos que, mesmo sendo um colega a comandar o teclado, os dois alunos deverão trocar ideias constantemente sobre os números que aparecem.

(Sugestão 2) Construir trilha de números pares ou ímpares e usá-la para jogar em grupos. Nesta atividade, a criação de obstáculos também deverá ser incluída na proposta.

(Sugestão 3) Liga pontos de números pares ou ímpares.

(Sugestão 4) Colocar números em ordem crescente e/ou decrescente.

(Sugestão 5) Trabalho interdisciplinar com a professora de português. Promover contação de histórias com os livros “A centopeia e seus sapatilhos” de Milton Camargo e “A revolta dos números” de Odette de Barros Mott. O objetivo dessa atividade é usar a literatura, por meio de história conectada com a Matemática, para proporcionar um contexto de múltiplas possibilidades de exploração de conceitos sobre números.

(Sugestão 6) Construção de um mural coletivo para a escola com recortes de jornais e revistas contendo números e uma lista de situações e lugares onde os números podem aparecer e qual é a utilidade deles em cada situação.

(Sugestão 7) Promover o tradicional Jogo do Bingo, mas nesse bingo a sequencia de números que ganha é a sequência de números pares ou impares conforme determinação do professor.

(Sugestão 8) Fazer cartazes ou ficha com números de 1 a 100. As fichas pares devem estar de uma cor e representada por desenhos específicos que correspondem ao número indicado. As fichas impares devem estar indicados de outra cor e também por desenhos que representem o numeral indicado. Esta atividade permitirá que a criança perceba que não ocorre repetição consecutiva de dois números ímpares ou dois números pares.

(Sugestão 9) Fazer com os alunos o Jogo da cadeira.

(Sugestão 10) Brincadeira da amarelinha, onde a criança deve pular apenas nos números pares ou ímpares, de acordo com a posição numérica onde foi jogado o objeto.

(Sugestão 11) Mercadinho. Distribua as crianças em dois grupos; o grupo do mercado e o grupo dos clientes. O grupo do mercado deve ser responsável por organizar e determinar o preço dos objetos a serem vendidos. O grupo dos clientes devem pagar esses produtos com dinheiro (dinheiro de brinquedo). Promova essa atividade com os alunos do 3º ano, que possuem melhor entendimento sobre as operações matemáticas básicas.

(Sugestão 12) Proponha aos alunos que se organizem em dois grupos. Caso tenha um número ímpar você poderá fazer parte de um deles. Depois lance questões para que reflitam troquem ideias e respondam:

- Quantos alunos tem hoje em nossa sala?

- Para separarmos dois grupos com a mesma quantidade de crianças, o que tivemos que fazer?

- Quantos alunos ficaram em cada grupo?

- Podemos separar a sala em quantos grupos de dois alunos?

- Podemos separar a sala em quantos grupos de três alunos?

- O que podemos fazer para dividir a sala em grupos iguais e ninguém ficar sozinho?

(Sugestão 13) Peça aos alunos então que tirem seus sapatos e coloquem, misturados, em um canto. Cada grupo em um ponto diferente. As meias também.

No momento combinado, todos deverão encontrar os pares de sapatos e pares de meias. O grupo que terminar 1º, marca ponto.

Assim que terminar a brincadeira, sentem-se para conversar sobre a quantidade de sapatos que havia, quantos pares conseguiram formar, de quantos pés de sapatos precisamos para formar um par, e dois pares, e três, etc...

Sistematizando as informações, junto com os alunos, registrem o que aprenderam com essa atividade.

(Sugestão 14) Elabore um cartaz de mais ou menos 3 metros e imprima números de 0 a 200. Utilizando giz de cera colorido peça para que os alunos em conjunto circulem os números pares de uma cor e números ímpares de outro. Essa atividade também pode ser reduzida em folha A4 e trabalhada de forma individual ou grupos menores.

Complementando o conteúdo

Ao estudar e aprofundar os conteúdos que abordam o ensino e a aprendizagem nas séries iniciais, temos notado e constatado sempre o quanto é importante oferecer jogos como estratégias para novas construções de conhecimento, bem como para avaliar aquilo que já foi conquistado.

A partir de nossas propostas, o professor pode adaptar o conteúdo programático ao game, usando a criatividade para ampliar o seu material.

É importante frisar que, para tornar-se um trabalho producente, o game necessita de uma estratégia didática bem planejada e orientada pelo professor. Simplesmente ligar o computador e deixar que a criança jogue não pode garantir a aprendizagem nem ser entendido como situação oportunizada à criança para que ela construa algum conhecimento.

Foi pensando assim que o ESCOLA GAMES planejou cada uma das etapas do planejamento de todos os jogos do site.

Mas cabe a você professor, definir os objetivos a serem alcançados com sua turma e selecionar o jogo adequado ao momento educativo. Se oriente pelos objetivos de aprendizagem propostos pela BNCC e utilize as sugestões propostas aqui, fazendo as adaptações necessárias em cada turma ou grupo de alunos.

Como acessar o jogo educativo

Jogue na internet, acessando: https://www.escolagames.com.br/jogos/parOuImpar/