Back to Top icon+icon-facebookicon-fichaicon-fullscreenicon-kukagameslogo-safer icon-mobileicon-nucleoicon-printicon-seta-nexticon-seta-previcon-vire

Ficha para o professor

Alfabeto de sabão

Alfabeto de sabão

Venha para o parque brincar de fazer bolhas de sabão com a Tatá.

Estourando as bolhas, você vai conhecer as letras do alfabeto!

Nível de Ensino

Educação Infantil

Componente curricular

Língua Portuguesa

Tema

Língua escrita: usos e formas

Língua escrita: prática de leitura

Alfabetização

Série

1º Estágio - 2º Estágio

Idade

4 a 6 anos

Objetivos para o aluno

  • Conhecer as letras do alfabeto e sua sequência;
  • Associar letra ao seu som;
  • Recitar a sequência do alfabeto;
  • Diferenciar letra de número;
  • Diferenciar vogal de consoante;
  • Fixar conhecimento adquirido em sala de aula;

Objetivos para o professor

  • Fixar conteúdo trabalhado em sala de aula;
  • Oferecer proposta lúdica e prazerosa que possibilite ao aluno associar as letras à sua grafia e sons.

Sugestão de abordagem para o professor

Para acompanhar o jogo, o professor poderá propor um registro de todas as letras. À medida que elas aparecem nas bolhas de sabão, o aluno deverá escrever, em sequência, na folha que o professor entregar.

Propor às crianças que escrevam a palavra que é dita ao aparecer cada letra, à medida que elas forem surgindo. O jogo não faz marcação de tempo, por isso o aluno terá o tempo que precisar para escrever as palavras, à sua maneira, de acordo com seu nível de escrita (ver sobre os níveis de escrita abaixo).

Complementando o conteúdo

Para o trabalho com escrita e leitura, é importante conhecer os diferentes níveis da escrita e suas características:

Os níveis da escrita - Contribuição de Emília Ferreiro

Nível pré-silábico: A criança não estabelece relação entre fala e escrita. Não faz correspondência entre a grafia e os sons. Usa diferentes formas de representação (garatujas, desenhos, números) para escrever. Há uma grande variação de caracteres.

Nível silábico: A criança relaciona grafia e sons, de maneira que representa cada sílaba (som) por meio de uma letra. No nível silábico primitivo, ela representa a sílaba com qualquer letra, é aleatório. Quando alcança o nível silábico evoluído, ela passa a representar a sílaba com a vogal ou a consoante que aparece na sílaba. Isso ocorre porque a criança passa a representar partes sonoras estáveis das sílabas.

Nível silábico-alfabético: A criança evolui para uma representação mais completa dos sons das palavras. É comum neste nível que na representação gráfica faltem algumas letras, o que leva alguns profissionais a confundirem nível de evolução da escrita com dificuldade de aprendizagem. São coisas distintas: a primeira é uma fase normal do desenvolvimento da escrita, a segunda pode estar relacionada a algum distúrbio como a dislexia, e tem causa neural e genética.

Nível alfabético: A criança faz a correspondência da grafia com fonemas (unidades sonoras da língua) que favorece a diferenciação das palavras pelos sons (fonemas) e sinais gráficos da língua (grafemas). Portanto, ela é capaz de fazer a correspondência entre elementos sonoros e a grafia. Nesta fase a criança ainda não é ortográfica, ou seja, ela ainda não escreve conforme os padrões da norma culta, seguindo as regras ortográficas. A ortografia é adquirida com a prática da leitura e escrita.

Como acessar o jogo educativo

Jogue na internet, acessando www.escolagames.com.br/jogos/alfabetoSabao.